A propósito · Citação · Literatura

A propósito

20161108_195810

“Sempre desejei esta viagem, este feriado. Poder entrar por alguns dias na vida fútil e superficial dum navio… Não pensar na hora escura que a humanidade está vivendo… fugir de um mundo em que há miséria, sofrimento, ódio, carnes e almas dilaceradas… Não procurar a razão das coisas nem querer penetrar na alma das outras criaturas e muito menos na minha própria… Esquecer que existe um amanhã, e que cada partir pressupõe um chegar… Achar, por exemplo, que este oceano não é túmulo de cadáveres carcomidos nem esconderijo de submarinos traiçoeiros, mas sim o grande oceano da aventura, dos jogos de luz, das ilhas encantadas, dos iates de recreio… Poder ser por alguns dias quase como aquela bola vermelha que as mãos versáteis de duas raparigas jogam na piscina, dum lado para outro__ leve, matinal, rútila e sem consciência…
Que me seja permitido lançar ao mar o fardo da memória. Mesmo sabendo que, como o cadáver de um afogado, ele possa continuar seguindo implacavelmente o meu navio…”

Erico Verissimo, em excerto de “Gato preto em campo de neve”

 

Anúncios

3 comentários em “A propósito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s