Citação · Literatura · Livros · Prosa

Grandes autores

2015-07-23 18.22.58

Não há felicidade maior para um leitor do que descobrir um novo autor. Um bom novo autor. Um excelente novo autor. É algo assim similar a um primeiro beijo: logo se quer mais (do mesmo). É como adentrar um parque de diversões e nunca ter andado num certo brinquedo. E então, ao fazê-lo pela primeiríssima vez, instala-se de imediato uma fidelidade. Vezes seguidas nos entregaremos a percorrer o mesmo circuito, a darmos as mesmas voltas, e a nelas descobrirmos sempre novas sensações.

Estão a me acontecer dois novos autores. Dos grandes. Dos extraordinários. A eles tenho entregue mais do que os olhos que os leem. Tenho entregue o escoar do meu tempo na ampulheta das horas. São horas como as do parque: de diversão. De magia. De encantamento.

Leio Joseph Roth e G.K.Chesterton. Do primeiro, um romance: Jó. Do segundo, crônicas: Tremendas Trivialidades. E cada um, a seu modo, me desvela um mundo de possibilidades, de reflexões, de sensações, de poesia e beleza. Cada um, a seu modo, me instiga e me provoca a ser um leitor melhor.

Roth não apenas conta uma história envolvente, mas a escreve com “graça verbal”. Sim, porque Roth oferece ao leitor, além da força de sua comovente narrativa, uma estesia da linguagem que é própria dos grandes escritores. Ao descrever Mendel Singer, o protagonista, por exemplo, não se limita ao comum da língua dizendo que o personagem era pobre e tinha tantos filhos, mas escolhe dizê-lo com toda a musicalidade e intensidade que as palavras lhe permitem fazê-lo. Diz ele: “Deus lhe concedera fecundidade, calma no coração e, às mãos, pobreza.” E segue dizendo: “Eles não tinham ouro a pesar nem notas de dinheiro para contar. Contudo, a vida seguia adiante, incessante e persistente como um pequeno e pobre riacho entre margens áridas.” A beleza de sua linguagem não é, portanto, momentânea ou pontual no texto. A beleza de sua linguagem é, antes, o próprio alicerce do romance e é o que o torna uma experiência singular de prazer estético.

Chesterton é conhecido como o ‘príncipe dos paradoxos’. As ideias, em sua hábil argumentação, são costuradas de tal forma que, quando o leitor se dá conta, tem tecida diante de si uma monumental reflexão. Há que se ler Chesterton com vagar para acompanhar-lhe o raciocínio e compreender-lhe a fundamentação dos paradoxos que constrói. Sua escrita é precisa, sua verve é irônica, sua visão do mundo e dos fatos passa longe do óbvio e do lugar-comum. Ler Chesterton é de alguma forma ampliar-se, desmedir-se, reinventar-se. É impossível ficar indiferente a qualquer de seus argumentos, sejam eles sobre os contos de fada, sobre as pequenas preocupações diárias, sobre os mais divergentes sensos de realidade, sobre o que quer que seja, porque, para Chesterton, absolutamente tudo serve de linha e agulha para se tecer um pensamento reflexivo. E há, sim, como em todo grande autor, uma certa poesia em seu modo de ver o mundo. Como quando, na crônica “Um pedaço de giz”, Chesterton discorre sobre um passeio às colinas e o desejo de desenhar, em papel pardo, não a natureza, mas aquilo à que ela o inspira: “Mas, embora não conseguisse com um giz extrair o melhor da paisagem, isso não significa que a paisagem não estava extraindo o melhor de mim.”

Grandes autores também extraem o que há de melhor: da linguagem, da essência da vida , de cada leitor. Grandes autores inspiram a lermos mais, a lermos melhor. Grandes autores extraem o que há de melhor em tudo o que há. E assim nos devolvem a alegria e o contentamento de ler.

———————————————————————————————————-

Sou grata ao professor Rodrigo Gurgel por ter-me apresentado, em seu curso “A crônica: do jornal à internet”, a esses dois grandes autores. Para quem quiser conhecer mais sobre os autores, recomendo que visite o site: http://www.rodrigogurgel.com.br .

Anúncios

6 comentários em “Grandes autores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s