Música · Palavras ao vento · Poesia

Romantismo

1436664605809-01

Há um pequeno romantismo  nas coisas pequenas. No copo sobre a mesa e na vela. Na névoa e, sobretudo, nas pequenas gotas de chuva sobre os galhos.

Há um não-sei-quê de mistério nessas pequenices. Objetos inanimados, cenários que se oferecem à contemplação, a natureza e sua naturalidade. Tudo espera. Que lhes seja atribuído um olhar de significação e sentido para além do simples fato de estarem ali, (dis)postos na mesa ou no mundo. Que lhes seja restituído o valor de provocarem  alegrias pequenas.

De súbito, recordo MadreDeus: “coisas pequenas são/ coisas pequenas/ são tudo que eu te quero dar/ e essas palavras são/ coisas pequenas/ que dizem que eu te quero amar/ amar, amar, amar/ só vale a pena/ se tu quiseres confirmar/ que um grande amor não é /coisa pequena/ que nada é maior que amar.”

Há, sim, um pequeno romantismo nas coisas pequenas. E há um só motivo para havê-lo: o romantismo maior que mora dentro. De mim. De ti. De (quase) todos nós.

Anúncios

10 comentários em “Romantismo

  1. Bom dia minha querida Cris!

    Lindo lindo e lindo!!!
    Eu acredito sim que a beleza e a poesia das coisas estão nos olhos de quem as vê, porque olhamos com os olhos do coração.Parabéns Cris p bom gosto e sensibilidade e obrigado por tornar minha manhã de sábado mais bonita, poética, sensível, leve e erudita!! 😉
    Encantada com o MadreDeus..vou adicionar aos meus favoritos!
    Grande beijo…e um fim de semana ensolarado!…

    Curtir

    1. Mari, minha querida!!
      Sempre fico muito feliz com seus comentários, pois eu os encaro como um grande incentivo para continuar com o blog!
      MadreDeus foi uma descoberta de mais de uma década, quando um amigo querido me presenteou com um CD do grupo diretamente de Portugal. Desde então, não consegui mais deixar de ouvir e me encantar com a voz de Teresa Salgueiro e a poética das letras! Que bom que vc também gostou!!
      Um ótimo sábado e um maravilhoso domingo pra vc, querida amiga!
      Bjo

      Curtir

  2. Descobri seu site através do ConsueloBlog e estou apaixonada com a delicadeza de sua escrita!
    Já adicionei às leituras diárias 🙂
    Obrigada por dar uma pitada de delicadeza ao meu dia!

    Curtir

  3. Cris, o Madredeus tem músicas lindas lindas. Descobri o grupo por volta de 1997 e o relaciono muito com a minha jornada naquele ano, me morei no exterior. Fiz tantos amigos, tantas portas se abriram, só lembranças boas.
    O seu texto então, é tão poético, cada palavra encontrada com delicadeza, a delicadeza das pequenas coisas, dos pequenos gestos, que falam de amor.
    Beijos querida

    Curtir

    1. Marina querida!!

      Foi exatamente nessa mesma época que ganhei o primeiro CD deles! Um amigo assistiu ao show deles em Portugal e me trouxe “O Paraíso”. Depois fui adquirindo os outros.
      Que experiência linda deve ter sido a sua!! Moraste em Lisboa, então?
      Obrigada pelas visitas e pelo carinho!!
      Um ótimo sábado pra vc!!
      Bjo

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s